Estamos sempre ouvindo falar de relacionamentos abusivos por ai, várias mulheres e homens já tiveram algum relacionamento amoroso com um abusador(a). Comigo não foi diferente, já passei por essa situação e sei como é difícil sair dela. Mas hoje não vamos só dos relacionamentos abusivos no namoro ou casamento. O abuso não acontece somente neles, e qualquer um pode nos depreciar, desde um amigo, chefe, até pai ou mãe.

Ao falar desses abusos, sempre remetemos à agressões físicas ou sexuais. Mas temos outras formas de abuso , que também nos ferem (e muito), nos depreciam e diminuem a nossa autoestima. Felizmente, hoje falamos mais desse assunto, e mais pessoas estão conseguindo se libertar deles.

Um dos mais falados é o abuso emocional no namoro ou casamento. É comum ouvir história de uma pessoa que se relaciona com alguém com excesso de ciúmes. Mas não é só o ciume que caracteriza o abuso emocional no namoro. Frases como “você nunca vai encontrar alguém melhor que eu”, “estou fazendo um favor em namorar você, ninguém te quer mesmo”, “você é louca”, são típicas de um abusador. Ou tentativas de depreciar o físico, dizendo “você está muito gorda, precisa emagrecer” ou “você precisa fazer academia”. Infelizmente palavras como essas podem atingir o mais profundo de nossas almas, e podemos até mesmo acreditar que sejam verdades.

Passei por uma situação marcante nesse aspecto, foi com um namorado que dizia que eu ficava feia de cabelo preso. Sempre que estava com o cabelo assim ele tirava o prendedor e repetia essas palavras. Nós mulheres sabemos que não é sempre que nosso cabelo está mil maravilhas, e vez ou outra eu estava de cabelo preso, mas me sentia um lixo e feia, e até evitava ver ele nesses dias. Outra situação que passei nesse relacionamento, foi de sempre assumir a culpa em tudo, e ele sempre dava um jeito de transferir a culpa dos erros dele para mim. Felizmente hoje sou outra mulher, muito segura, e não dependo mais da aprovação de ninguém para me sentir bonita. Uso o cabelo como bem quero e entendo como bonito.

Vale ressaltar que não são só os homens os abusadores nesse caso. Não damos tanta ênfase, mas existem milhares de mulheres abusadoras por ai. Aquelas que privam o namorado/marido de tudo, têm ciúmes até mesmo dos familiares dele, e fazem barraco com qualquer outra mulher que se aproxime dele. Já vi muitas por ai, e vocês?

relacionamentos abusivos blog mundo de juliana rodrigues blogueira de belo horizonte

Os relacionamentos abusivos também podem ser de amizade, e também são muito comuns. Já teve aquela amiga que está sempre tentando te depreciar e colocar pra baixo? Sempre fala mal da sua roupa, do seu cabelo, do seu jeito. As vezes como uma brincadeira, mas de certa forma para te diminuir. Existem amizades que tentam fazer de tudo para te diminuir e humilhar na frente dos outros, te causando constrangimento. Amizades que querem ser melhor que você em tudo, e tudo que você diz ela já fez igual ou melhor. Definitivamente isso não é saudável e vai sugar suas energias. Procure amizades com quem te jogue pra cima, elogie, e que fique feliz com suas conquistas. Essas sim valem a pena ser cultivadas.

Já ouviu falar de abuso no trabalho? Assédio moral, se ainda não conhece, deveria conhecer! Existem muitos chefes, gerentes e patrões que abusam moralmente dos funcionários. Essa eu nunca passei, mas existem muitos casos de chefes que humilham seus funcionários, chamando de burros, incompetentes, incapazes, e por ai vai. Encarregar os funcionários de funções humilhantes também é um abuso moral. Casos como prendas por não bater metas são comuns e vemos aos montes na internet. Aqui um caso bem absurdo:  Funcionária será indenizada por ser obrigada a realizar dança sensual

E já pensou que mães ou pais também podem ser abusivos? Provavelmente muitos filhos que passam por isso, não sabem que é abuso, afinal a nossa mãe ou pai estão quase sempre envolvidos em um “manto sagrado”, e obedecemos a tudo que dizem. Não é tão fácil detectar, mas infelizmente esse é um caso comum de abuso! Muitas vezes os pais não fazem isso como algo premeditado, e precisam tanto de ajuda quanto os filhos. Precisam aprender a lidar com a liberdade, independência e espaço dos filhos.

Veja também: AUTOSSABOTAGEM

Um dos piores atos é denegrir e abaixar a autoestima, chamando os filhos de adjetivos como burro, incapaz, idiota ou dizer que ele não presta para nada. Cobram perfeccionismo dos filhos em tudo, e quando são bons ou realizam um bom feito dizem que não fez mais que a obrigação. Tentam controlar tudo que o filho faz ou decide fazer, mesmo sendo maiores de idade. Querem que os filhos supram seus próprios sonhos e desejos, que as vezes não foram realizados por eles mesmos. Acabam esquecendo que os filhos têm desejos e sonhos próprios. Querem impor religião, curso da faculdade, emprego, e até namorado/marido. Estão sempre manipulando os filhos, fazendo chantagem emocional para conseguir o que querem. Esse relacionamento definitivamente não é saudável e pode afetar muito a personalidade do filho.

Se você está em um destes relacionamentos abusivos, não passe mais tempo sob essa pressão! Fale com alguém e procure ajuda! Você é a pessoa mais importante da sua vida, não deixe que alguém diminua seu valor ou acabe com sua autoestima! Eu também passei por relacionamentos abusivos e venci! Posso te dizer que você também vai vencer! Tenha coragem, tome uma iniciativa agora mesmo! E se precisar, estarei aqui para ajudar!

Deixe seu Comentário

Loading Facebook Comments ...

Escreve um comentário